>Algumas elucubrações sobre ilustração

>

INDICAÇÃO DE LIVROS

“Taller de ilustración digital – gênero fantástico” Martin McKenna;Tashen; 2005.

Livro em espanhol que trata do processo de criação de ilustrações para o universo fantástico em meio digital. Traz belas ilustrações e seus esboços, junto com informações dos artistas dos passos necessários para chegar ao resultado desejado.

Por Andrea Castagini

ARTIGO SOBRE PROCESSO CRIATIVO
Por Andrea Castagini

Fontes de inspiração:

Fontes de inspiração para o ilustrador é tudo o que a visão alcança e agrada ao olhar. Elas ultrapassam o limite bidimensional. Imagens, pinturas, histórias em quadrinhos, filmes, propagandas televisivas ou impressas, uma paisagem inspiradora, uma exposição de arte seja qual ela for… Lembrando que meu processo criativo não é apenas na ilustração fantástica, e sim mais abrangente, nas diversas roupagens que a ilustração pode assumir.

Busca de material de referência:

O que diferencia a fonte de inspiração do material de referência? A pertinência do segundo em relação à demanda de uma ilustração específica. Em outras palavras, tudo pode inspirar, mas nem tudo que inspira pode ser utilizado em determinada ilustração. Primeiro deve-se Determinar qual a intenção da ilustração, o estilo que ela deverá ter (um ilustrador poderá ter mais de um estilo de desenho), o material a ser utilizado o meio que a imagem será veiculada entre outros fatores. A partir daí o ilustrador poderá procurar dentro da gama de conhecimentos e fontes de inspiração o que encaixa com a proposta. Ademais, deverá pensar no ângulo e na iluminação que dará maior ênfase à imagem e procurar por referências delas também.

O que pode servir de referência? Tudo o que já relatei anteriormente como fonte de inspiração e, fotografias. Talvez no momento necessário não se tenha à mão uma imagem com o ângulo desejado ou a iluminação necessária. Então é interessante que o profissional lance mão de uma máquina fotográfica (preferencialmente digital, pois facilita a obtenção e manipulação da imagem) e fotografe objetos semelhantes da maneira que melhor se adapte ao seu trabalho. Outra alternativa são os bancos de imagens disponíveis na internet. Enfatizo, como material de referência e não para copiagem.

ESBOÇOS

Um passo importantíssimo é o esboço. Já repleta de inspiração e material de referência, o passo seguinte é o rabiscar em um caderno ou folhas o esboço do que será minha imagem (personagem, cenário ou objeto). Normalmente eu parto do velho lápis e papel para dar vida aos meus desenhos. Tentei durante um tempo fazer o esboço diretamente no meio digital, usando para isto uma mesa digitalizadora (tablet) e uma caneta que a acompanha. Às vezes dá certo, às vezes o papel e lápis funcionam melhor.

CONSTRUÇÃO DA IMAGEM

A construção da imagem em meio digital assemelha-se à do meio de ilustração tradicional. O esboço feito em papel poderá ser digitalizado com o auxílio de um scanner ou na falta deste com a mesma boa e versátil máquina fotográfica digital (e seu cabo para descarregar as fotos no computador).

Com o esboço no computador, você precisará usar um software de manipulação de imagem. Existem vários como o Adobe Photoshop, Adobe Illustrator, Corel Painter, ArtRage (todos software proprietários, GIMP, Inkscape (sotware livre e gratuito) e o Sumopaint (página da internet com software portátil, dispensa instalação, também gratuito).

Cada pessoa se adapta melhor com um determinado software, ai é questão de experimentar e ver qual é melhor dentro da sua necessidade. Muitos softwares fornecem ferramentas que imitam as técnicas tradicionais de pintura e traçado.

Além dos softwares bidimensionais, existem também softwares de modelagem em 3D. Eles são interessantes para a ilustração, pois criam ilustrações com profundidade e realismo. Alguns exemplos: 3DMax Studio, Maya (softwares proprietários) e Blender, 3DWings, entre outros (software livre e gratuito).

A construção da imagem vai partir do esboço, passando para a arte final e finalmente para a colorização. Em cada etapa há minúcias de traço, estilo, cor, profundidade que cada ilustrador deverá aos poucos se familiarizando e aperfeiçoando.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s